Sunrays

Blogger Template by ThemeLib.com

Breguice

Published by Adriana Neumann under on 8:44:00 AM
Ontem, eu havia falado en passant de doenças que são bregas.

Pois é, não dá pra negar que todas as doenças são horríveis e transformam a vida da gente em uma tragédia, de maiores ou menores proporções, conforme a gravidade do mal.

Mas, há males que podem ser mencionados em rodas sociais. Por exemplo, a leitora poderá travar a seguinte conversa, elegantemente vestida com seu Armani básico e no alto de seus Manolo Blahnik, sem que sua reputação de dama elegante seja maculada.

- Estou em tratamento para hipertireoidismo.

- Veja só! De qual medicamento que a senhora está fazendo uso, se me é permitido saber?

- Propiltiouracil.

- Ah sim, sim, muito bom. Seu médico, por obséquio...

- Dr. Ermenegildo Zegna.

- Muito bem, está em ótimas mãos. Estimo melhoras.

E assim transcorrerá a conversa entre canapés e spumanti, sem maiores transtornos.

Agora, experimente falar que está com diarreia... instantaneamente você descerá do Olimpo social para se tornar um pária. Adeus, coquetéis elegantes, adeus Tabajara Tênis Club. Restará a você, nas noites de sábado, comer um pastel no Big Lanche do Feio, se tiver lugar!

Portanto, a fim de que não haja incômodos sociais, lanço aqui uma lista com os top five de doenças bregas, as quais não poderão ser mencionadas nos salões, nem sob tortura.

1- Diarreia. Seu oposto, constipação, é chic e pode ser usado, principalmente se substituído pelo equivalente obstipação. Se estiver em rodas de médicos, melhor ainda. Mas nunca, em hipótese alguma, fale em diarreia, muito menos em caganeira, seu correspondente chulo (como se fosse possível algo mais chulo que diarreia). Arrote, se for preciso. Isso chega a ser finérrimo, se comparado a diarreia.

2- Frieira. Por favor, poupe seus convivas desses detalhes. Está usando sapato fechado, pois não? Ninguém precisa saber desse detalhe. Evite!

3- Hemorroidas. Assim como chifres, é algo que todo mundo já teve, mas finge que não. Portanto, sinceridade nessa hora não pega bem. Fique na sua e abstenha-se de manifestar sua personalidade autêntica, em nome do bom convívio.

4- Vermes. Nunca toque nesse assunto, principalmente se forem aqueles visíveis a olho nu ou os que dão uma certa barriguinha. Se você quiser ser brega e ainda manter o pouco de dignidade que lhe resta, melhor palitar os dentes em público.

5- Berne. Jamais, a não ser que você tenha contraído essa infecção purulenta na fazenda herdada pelo seu avô do Barão de Cascaes-Bananeira e o tenha feito quando cavalgava em seu alazão puro-sangue manga larga marchador. E olhe lá.

Portanto, decore a lista e, se preciso for, carregue-a em sua Chanel 2.55. Só nao fale depois que eu não avisei!

1 comentários:

Christiane disse... @ 29 de janeiro de 2009 09:43

Amiga

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk....

Morri de rir... E não é que é isso mesmo!

Texto bárbaro.
Grande beijo

Postar um comentário

 

Lipsum

Seguidores