Sunrays

Blogger Template by ThemeLib.com

Em Brasília, Dezenove Horas

Published by Adriana Neumann under on 1:13:00 PM
Ontem, aconteceu um diálogo inusitado, entre meu pensamento e o locutor de A Voz do Brasil. Bom, não era exatamente um diálogo, eis que só ele falava e não respondia às minhas questões.

Enfim, seja de que maneira o queiramos nominar, ele foi mais ou menos assim:

- A senadora Ideli Salvatti, do PT de Santa Catarina...

- Pronto, lá vem bomba! E pensar que essa vergonha é do meu estado...

- ... propôs a criação de uma assembléia constituinte para votação das reformas política e tributária.

- Será que eu ouvi direito? É Assembléia Constituinte mesmo?

- Segundo a parlamentar, somente uma constituinte permitiria o amplo debate sobre o assunto.

- É, eu ouvi direito... será que essa anta sabe o que é uma assembléia constituinte e para o que ela serve?

- Porém, a idéia não é nova, tendo sido defendida no passado...

- Ah meu pai, eu posso estar errada... se mais gente defendeu essa idéia é porque ela não é tão absurda assim. Deve ser idéia abraçada por gente de peso, Fábio Konder Comparato, Celso Antonio Bandeira de Mello, de repente até algum ministro do STF está nessa. E eu, logo eu, pobre causídica, mais amante de letras outras que não o Vade-Mecum forense, querendo achá-la absurda... quanta audácia!

- ... pelo Vice-Presidente da República e pelo próprio Presidente Lula, mas encontrou oposição por parte de alguns segmentos da sociedade...

- Opa, agora a coisa muda de figura, porque esses dois não são referência pra ninguém e, além disso, pelo menos mais alguém pensa como eu.

- ... como a OAB.

- Ufa (suspiro de alívio)... pelo menos a OAB 'tá comigo. Mas, peraí, se há alguma entidade que pode opinar sobre o assunto, essa é a OAB. Ou esse povo pensa que a nossa guilda é apenas mais um clube de campo onde senhorinhas se reúnem para tomar chá? Bom, muitas vezes é sim, mas não é só isso...

E o assunto parou por aí, passando a se transmitir notícias mais importantes, como a instituição do dia dos equipamentos de torno e fresa e do moedor de cana, que foi defendida pelo senador Fulaninho de Tal, em razão da importância que tem o caldo de cana para a cultura brasileira.

Mas, eu confesso que fiquei aliviada por saber que a OAB participa dessa luta. Afinal, tal despautério sequer deveria ser cogitado por alguém. Não existe convocação de uma assembléia constituinte quando existe uma constituição em vigor. Isso é inadmissível e cheira a golpe de Estado.

Além disso, não se convoca uma constituinte para votar assuntos específicos. Uma assembléia dessa natureza é formada somente quando a Constituição não mais corresponde ao que espera uma nação e ao momento histórico que ela está vivendo.

Assim, uma vez instaurada uma constituinte, QUALQUER ASSUNTO, até o mais absurdo, pode ser tratado. Através dela se poderia instituir a Igreja Universal do Reino de Deus como religião oficial do país, por exemplo, obrigando todos a seguí-la e instituindo o dízimo como imposto, e ameaçando com a morte todo aquele que descumprisse a lei.

Impossível algo desse tipo? Não acho. Bastaria que a bancada evangélica dessa tal constituinte tivesse número considerável de membros e força política para tal.

Poderíamos ter de volta a ditadura e a censura, a pena de morte, a escravidão, o uso de burka pelas mulheres, a proibição do sexo antes do casamento, a proibição do divórcio, a proibição da pílula anticoncepcional, a proibição quanto a ouvir rádio e assistir à televisão, a proibição quanto a ter um animal de estimação, quanto a andar de carro e qualquer sandice que se quisesse acrescentar.

Gente, constituição é coisa muito séria. É a garantia de que teremos nossa vida, nossa igualdade e nossa liberdade garantidas. Não é pra uma sem noção cheia de botox subir num púlpito e vir dizer abobrinhas desse calibre, desmerecendo algo que conquistamos com muita luta, sangue e lágrimas.

Posso ser exagerada até, mas besteiras me deixam doida. E pior do que besteiras são as más intenções disfarçadas de atitude democrática.

Sim, porque das duas, uma: ou essa gente é de uma nesciência sem limites ou está querendo tirar sardinha com mão de gato, provocando um golpe de estado e ainda dizendo que isso foi decorrente da vontade popular.

Engraçado, sinto um cheiro venezuelano no ar...

1 comentários:

Chris disse... @ 9 de fevereiro de 2009 10:14

Depois que o Lula preferiu Belém a Davos, tudo é possível rsss

Beijos

Postar um comentário

 

Lipsum

Seguidores